Foto: thumb_borges_sergio
Resumo:

Funchal, 01/10/1944 - Funchal, 17/12/2011

Sérgio Borges foi o primeiro cantor madeirense a participar no Festival da Canção, concurso que venceu na segunda participação, em 1970, com a canção Onde vais rio que eu canto. Também integrou o Conjunto Académico João Paulo que atuou na Madeira, continente e nas comunidades de portugueses radicados nos E.U.A., Canadá, África do Sul e colónias ultramarinas.

Foto: thumb_pedro_freitas_branco_mini
Resumo:

Lisboa, 31/10/1896 – Lisboa, 24/03/1963

Pedro de Freitas Branco ficou reconhecido como maestro da Orquestra Sinfónica da Emissora Nacional. Durante o período em que residiu no Funchal atuou como violinista e cantor no Teatro Municipal, Casino Pavão e na Sé. Também desenvolveu uma carreira internacional como regente em diversas orquestras de Paris.

Foto: thumb_sem_foto3
Resumo:

Vila Viçosa, c. 1792 – Funchal, 1861

Compositor de música sacra, mestre de capela na Sé do Funchal e professor de música no Seminário Diocesano. João Fradesso Bello foi um impulsionador da música sacra na Madeira, na primeira metade do século XIX.

Foto: thumb_edmundo_bettencourt_2
Resumo:

Funchal, 1899 - ? 1973

Poeta e fadista, que tentou adaptar o fado conimbrigense aos valores do Modernismo. Edmundo Bettencourt fundou o movimento literário Presença, com objetivo estético e anti-romântico de libertar o artista do exagero das emoções, que comprimiam e falseavam as criações artísticas, na composição literária e musical.

Foto: thumb_jorgeborges
Resumo:

Funchal, ? -

Professor no Conservatório Escola das Artes Engº Luiz Peter Clode, Jorge Borges dedicou-se à música tradicional madeirense com a fundação da Banda D’Além e ao Jazz com a participação no grupo G’Bap.

Powered by SobiPro

TOP 5 - Biblioteca Digital

Galeria

Subscrever Newsletter